16 milhões de euros aplicados na melhoria e conservação da rede rodoviária nacional

2017-08-04

A Infraestruturas de Portugal (IP) executou, nos primeiros seis meses do ano, 16 milhões de euros em intervenções de beneficiação e conservação da rede rodoviária nacional a seu cargo.

No âmbito dos Contratos de Conservação Corrente plurianuais atualmente em vigor, foram realizados trabalhos de melhoria dos pavimentos, tratamento de bermas e limpeza de zonas adjacentes à estrada, de reparação de Pontes e viadutos, de reforço da segurança rodoviária, entre outros ao nível da conservação, nos mais de 16 mil quilómetros que constituem a rede viária nacional sob jurisdição direta da IP.

Parte considerável do investimento foi aplicado no tratamento e beneficiação dos pavimentos (27%) totalizando um valor de 3,75 milhões de euros.

Também ao nível das intervenções denominadas de Atividades Ambientais, foi realizado um importante trabalho que, no primeiro semestre, representava perto de 3 milhões de euros, 21% do total do investimento.

Estas Atividades envolvem trabalhos como a poda de árvores, ceifa e corte seletivo de vegetação, tratamentos fitossanitários, controlo de espécies invasoras bem como sementeira e plantação de árvores e arbustos nas zonas adjacentes à estrada.

A realização destas intervenções contribui para a circulação em segurança, bem como para a preservação da vegetação e cumprimento da legislação em vigor, efetuando-se a gestão das faixas de combustível nas zonas definidas nos Planos Municipais de Defesa da Floresta Contra Incêndios.

Até junho foram desenvolvidos trabalhos de ceifa, em todos os distritos, numa extensão total de cerca de 11 500 quilómetros e trabalhos e corte seletivo de vegetação numa área de cerca de 1 500 hectares.

 

Quadro com o investimento executado no âmbito dos Contratos de Conservação Corrente por atividade:

 

De referir que existe uma maior execução das atividades nos meses de maio e junho, decorrente das condições climatéricas mais favoráveis à realização  dos trabalhos, nomeadamente ao nível da pavimentação.

Os meses de maio e junho são também aqueles em que é, com maior incidência, efetuada a ceifa e corte seletivo de vegetação, intervenções de caráter preventivo realizadas no período que antecede o Período Crítico de Incêndios.

Os 18 Contratos de Conservação Corrente atualmente em execução, um por Rede Distrital a cargo da IP, constituem uma valiosa ferramenta de gestão que garante ganhos efetivos ao nível da eficiência e capacidade de resposta na conservação e manutenção da rede rodoviária, elevando assim a qualidade do serviço prestado pela empresa.   

O mapa abaixo apresenta a execução, até junho, das principais atividades em cada distrito, destacando-se os trabalhos em Pavimentos para os distritos de Lisboa e Faro, sendo que as atividades ambientais têm maior destaque nos distritos de Coimbra e Santarém.

Acresce a estas intervenções, a manutenção regular dos cerca de 500 quilómetros da rede de autoestradas que se encontram sob gestão direta da IP, executada ao abrigo de contratos de conservação e manutenção específicos abrangendo o mesmo tipo de atividades já descritas.

Nesta Rede Rodoviária de Alta Prestação, utilizada diariamente por milhões de automobilistas nas suas deslocações, foram executados, até junho, trabalhos no montante de 2 Milhões de euros.

A Infraestruturas de Portugal é a maior concessionária de estradas no nosso país. O conhecimento adquirido e o empenho diário da empresa são garantia do cumprimento desta responsabilidade que é a conservação deste vasto património rodoviário, essencial para o desenvolvimento do país.

Mapa por Distrito